Editorias / Moda

08/02/2011 13:00

Roupas brancas e vestidos de festas merecem cuidados especiais

Peças bordadas com miçangas, paetês e pedrarias e roupas brancas devem ser tratadas de uma maneira toda especial

Metro Magazine

print

Quem não gosta de estar impecável naquela festa tão esperada? É óbvio que não queremos fazer feio e passar vexame com as roupas amareladas ou manchadas, mas para isso precisamos estar atentos à sua conservação. Como vovó já dizia: quem cuida, tem!

Vestidos com detalhes em metal, paetê, miçanga, pedraria e brilho podem aparecer danificados se não forem guardados de maneira correta. Já as roupas brancas podem estar amareladas ou mesmo manchadas. “Isso ocorre, principalmente, se elas não tiverem passado pela limpeza correta antes de serem guardadas”, alerta Ricardo Monteiro, gerente operacional da Quality Lavanderia. É ele quem ensina a cuidar de roupas de festas e peças brancas, então fique ligado e siga as dicas de um profissional:

 

:: Vestidos de Festa: delicadeza é palavra de ordem

 – Em geral, os vestidos de festa são confeccionados em tecidos nobres de seda, como cetim e musseline. Por se tratarem de tecidos de espessura fina e tramas delicadas, estão sujeitos ao esgarçamento, a marcas e ao rompimento do tecido, além de poderem desbotar com facilidade devido à baixa solidez dos corantes. O processo de lavagens recomendado nas lavanderias é a limpeza a seco (com solvente ou Wet Cleaning), por oferecerem maior segurança. O cuidado é amplo: as peças são acondicionadas em sacos de proteção na hora de lavar, para promover uma limpeza mais delicada e evitar danos. Caso seja necessário lavar na água, isso é feito à mão, com produtos especiais e bastante delicadeza. Não é permitido centrifugar ou torcer esses tecidos, pois ficarão marcados definitivamente ou danificados.

- Nem todos os vestidos de festa são lavados a seco: o tipo de limpeza escolhida – a seco ou a água – vai depender muito do tecido e de como foi confeccionado. Quando a peça possui bordados, paetês e pedrarias, precisa de cuidados especiais para não marcar, principalmente na hora de passar. Isso não quer dizer que o processo realizado em casa seja ineficiente, mas muitas vezes o consumidor, por falta de conhecimento, tecnologia ou produtos eficientes, pode danificar o tecido e até causar a perda peça.

- As pedrarias podem receber limpeza a água ou Wet Cleaning sem perder o brilho. Porém, a água pode desprender acessórios colados. Já a limpeza a seco, com solvente, pode dissolver ou remover o brilho de enfeites ou pedrarias plásticas, além de descolá-los. Há casos em que o tipo de aviamento utilizado na peça e a forma como os detalhes foram colocados (costurados, colados ou prensados) não são compatíveis com o processo de limpeza do tecido utilizado na confecção, ou seja, a peça não pode receber nenhum dos processos de limpeza (nem a seco, nem a água), porque podem correr grande risco de danos. Nesse caso, a lavanderia devolve a peça ao cliente ou explica sobre os riscos. Se, ainda assim, o cliente assume o risco, a lavanderia pode tentar realizar a limpeza, tomando cuidados extremos para não danificar a peça. É muito importante executar testes antes de lavar esses tipos de peças, pois há um risco muito grande de perdê-las.

- Há casos em que o forro do vestido é diferente do tecido principal, mais nobre, exigindo que a lavagem seja feita separadamente, porque um tecido exige lavagem a água e o outro, a seco. Isso acontece quando a confecção não se preocupa em montar a peça com tecidos compatíveis. Se lavados pelo mesmo processo, um deles pode ser danificado, como é o caso de o forro encolher, por exemplo.

- Na hora de guardar os vestidos de festa, use sacos de TNT (tecido não-tecido), evitando que se sujem ou desbotem pela ação da luz: os de plástico criam umidade e o bolor, por consequência. Uma vez por mês, pelo menos, coloque as peças para tomarem ar em local fresco, à sombra, para evitar a proliferação de fungos.

- Os vestidos podem ser guardados do avesso, para não puxarem fios ou perderem a cor. Porém, não devem ser dobrados, ou poderão ganhar vincos e marcas que não sairão. Guarde-os, de preferência, em cabides de ombros largos, para evitar marcas.

- Mesmo sendo usada somente por uma noite e que não haja sujeira aparente, a roupa tem resquícios de suor, fumaça e até respingos de bebidas como açúcar, doces e gorduras. Assim, precisa ser limpa para não atrair traças ou ganhar manchas oxidadas, de difícil remoção.

 

:: Roupas brancas

A cor branca precisa realmente ser branca, portanto preocupe-se em apresentá-la realmente assim, mesmo que não seja nova para isso observe as recomendações específicas:

- Para lavar a roupa branca, dissolva o sabão e o amaciante em água antes de colocá-los em contato com as peças.

- Capriche no enxágüe: resíduos de sabão podem estragar as peças.

- Seque as roupas brancas sempre pelo avesso e à sombra; se a peça estiver com manchas amarelas, lave-a normalmente. Em seguida, use um alvejante à base de peróxido e o dilua em água quente a 60ºC. Deixe a peça de molho nessa mistura por cerca de 15 minutos. Enxágue bem.

- Não tente remover manchas com alvejantes que tenham cloro ou água sanitária. Esses produtos podem trazer mais manchas, além de amarelar e enfraquecer as fibras dos tecidos.

- Na hora de guardar as roupas brancas, envolva-as em sacos de TNT para protegê-las do pó e dos raios de luz. Não use sacos plásticos, que não permitem que a roupa “respire”, o que resulta em manchas e mofo.

Compartilhe esta matéria com seus amigos

Comentários comente esta matéria

Ainda não existem comentários para esta matéria. Seja o primeiro a comentar!

Comente esta matéria

* Todos os campos são obrigatórios

Vídeos

Tv+ Rio - Sítio Carvalho Plantas - Semana 24

Tv+ Rio - Usina - Semana 24

Como anunciar


  • Notícias
  • Esportes
  • Diversão
  • Editorias
  • twitter

    Twitter:
    Siga o Metro Magazine

    © 2010-2011 Metro Magazine. Todos os direitos reservados.