Editorias / Bem estar

12/09/2011 18:28 - Atualizado em: 12/09/2011 18:30

Cuidados para praticar exercícios com baixa humidade e no frio

Saiba como praticar esportes sem ameaçar a saúde respiratória. Cuidados com a poluição e a mudança brusca de temperatura são essenciais

Metro Magazine

print

No inverno, quando há temperaturas mais baixas, alguns cuidados especiais são necessários. Se o tempo estiver seco e com baixa humidade, então, a atenção deve ser redobrada. Isso vale também para a prática de atividade física.

Para o pneumologista dr. Paulo Roberto Goldenfum, membro da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia e diretor médico do Sport Club Internacional, de Porto Alegre, não são necessárias mudanças na frequência nem na intensidade dos treinos, apenas seguir algumas orientações.

“A prática de esporte é importante em qualquer época do ano e não há um tipo de atividade física mais recomendada para o clima frio e seco. No entanto, pessoas com doenças respiratórias como asma, bronquite crônica, enfisema pulmonar (DPOC) sinusite e rinite alérgica devem prestar atenção em algumas situações que podem desencadear uma crise das doenças crônicas controladas.”

Isso porque, explica o médico, fatores como mudança brusca de temperatura, excesso de frio e poluição do ar na prática da atividade física afetam a saúde respiratória até mesmo daqueles que não têm doenças crônicas.

Cuidados

O frio é um dos principais causadores da queda da imunidade das pessoas, tornando-as mais predispostas às infecções respiratórias como sinisites e pneumonias, crises de asma e vários outros problemas. Portanto, a prática do exercício deve ser feita, sempre que possível, nos momentos mais quentes do dia, como o final da manhã ou começo da tarde, especialmente se for feita ao ar livre.

Ainda sobre o frio, dr. Goldenfum alerta para a vestimenta, que deve estar sempre adequada. “Durante a atividade física as roupas devem estar confortáveis. Podemos optar, inclusive, para os tecidos mais leves e menos quentes. Mas é importante que, imediatamente após a parada, o indivíduo se agasalhe muito bem, mesmo que o corpo ainda esteja quente”.

Essa prática é claramente observada em jogos de futebol, área em que o médico atua. “Outro detalhe importante é o aquecimento de extremidades, como a cabeça e as mãos, durante a prática esportiva em dias frios, bem como a reposição de líquidos”.

Mesmo sentindo menos sede, esta reposição é fundamental, pois continuamos transpirando e perdendo liquido durante a atividade esportiva.

“Caso a roupa esteja úmida de suor, deve ser imediatamente trocada após o termino do treino.”

CORRIDA E NATAÇÃO

Os esportes ao ar livre, como a corrida, além de todas as precauções já citadas, exigem atenção quanto à poluição. O clima frio faz com que aconteça um fenômeno chamado inversão térmica, que provoca a concentração de poluentes próxima ao chão. Isso acontece por que o ar frio é mais pesado e não sobe levando a poluição para atmosfera.

Por causa disso, deve-se evitar a prática de esportes ao ar livre nos períodos de grande fluxo de carros, como no começo da manhã e no final da tarde, buscando sempre as ruas menos movimentadas, longe dos carburadores.

E aos portadores de doenças respiratórias crônicas, um alerta do dr. Goldenfum: “tenha maior atenção para o controle de sua doença, já que as situações climáticas ameaçam sua estabilidade. Siga corretamente as orientações de seu médico, não deixe de tomar as medicações e tenha todas elas sempre à mão”.

Compartilhe esta matéria com seus amigos

Comentários comente esta matéria

Ainda não existem comentários para esta matéria. Seja o primeiro a comentar!

Comente esta matéria

* Todos os campos são obrigatórios

Vídeos

Tv+ Rio - Sítio Carvalho Plantas - Semana 24

Tv+ Rio - Usina - Semana 24

Como anunciar


  • Notícias
  • Esportes
  • Diversão
  • Editorias
  • twitter

    Twitter:
    Siga o Metro Magazine

    © 2010-2011 Metro Magazine. Todos os direitos reservados.